SIMCA

classic Clássica list Lista threaded Em Árvore
421 mensagens Opções
1234 ... 22
ammatias ammatias
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

SIMCA

Esta mensagem foi atualizada em .


Simca Présidence Tufão - 1965
Fábio Steinbrusch
(http://www.automoveisnobrasil.com.br/)
rusiq rusiq
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

SIMCA

Esta mensagem foi atualizada em .
Do G1, em São Paulo - 17/05/08 - 07h00 - Atualizado em 02/06/08 - 17h34
Meio século depois, carros da Simca ainda exercem fascínio
Indústria automobilística comemora 50 anos da chegada da Simca no Brasil.
Simca Chambord representou era romântica e virou tema de música de rock.

Paulo Guilherme


Simca Chambord da linha Tufão lançada em 1965 (Foto: Reprodução)

A indústria automobilística nacional celebra neste mês de maio os 50 anos da instalação da fábrica da empresa francesa Simca no país. Responsável pela produção de um dos ícones da história do automóvel no Brasil, o Simca Chambord, a Simca representou uma era romântica e cheia de percalços dos primeiros anos da produção de veículos no país. E o carro virou até tema de música de rock nos anos 80.
 
Leia também: 'O Simca Chambord representava a esperança', diz Marcelo Nova

A Simca foi fundada em Belo Horizonte no dia 5 de maio de 1958, com filiais no Rio de Janeiro e em São Bernardo do Campo (SP). O projeto inicial era construir a fábrica em Santa Luzia, município próximo a Belo Horizonte, mas até que isso fosse possível a fábrica foi instalada no km 23 da Via Anchieta, no ABC paulista. Os franceses enviavam as prensas e a filial brasileira produzia os carros exatamente iguais aos da Europa. Um ano após a fundação, a Simca lançou seu primeiro carro, o Simca Chambord de cor preta com estofamento vermelho que foi dado de presente ao Juscelino Kubitschek.


O modelo Rallye, da Simca, de 1964 (Foto: Reprodução)

Mas os primeiros anos não foram nada fáceis. "O carro não teve boa aceitação na França, e quando veio ao Brasil teve problemas para se adaptar ao calor e às condições das nossas estradas", destaca Rogério de Simone que, em parceria com Paulo César Sandler, escreveu o livro "Simca - A história desde as origens", publicado pela editora Alaúde. "O motor esquentava na subida da serra e precisou de alguns anos para poder ser totalmente adaptado ao clima tropical.

"No início as dificuldades foram enormes porque o Brasil simplesmente não sabia como produzir automóveis. Para se ter uma idéia, não existiam no país condições técnicas para fabricar uma peça fundamental dos amortecedores dianteiros. Do primeiro lote de cem virabrequins, noventa e oito foram recusados por apresentarem defeitos", destaca Marcelo Viana, um apaixonado pelos carros da Simca, que guarda em sua garagem, em Belo Horizonte, seis exemplares da fabricante.

Diante das dificuldades financeiras (a fábrica produzia em média apenas três unidades por dia), a Simca do Brasil abandonou o projeto original de ter sua fábrica em Minas Gerais e manteve a produção em São Bernardo do Campo. A fábrica seguiu suas atividade até 1967, quando foi comprada pela Chrysler. Durante este período, a Simca produziu 50.833 veículos, entre os modelos Chambord, Présidence, Rallye, Jangada, Alvorada, Profissional, Regente e Esplanada.


O "Vigilante Rodoviário" Carlos Miranda ainda tem um modelo Simca Chambord (Foto: Ronaldo Pelli/G1)

O 'Vigilante Rodoviário'
Com seu tradicional "rabo-de-peixe", o Simca Chambord era chamado de "Cadillac brasileiro". Logo caiu nas graças do povo como exemplo de luxo e sofisticação. Tinha cinzeiro e acendedor de cigarros, uma grande novidade nos anos 60. Na televisão, um Simca Chambord amarelo era um dos destaques da série "Vigilante Rodoviário", cujo herói era interpretado pelo ator Carlos Miranda. Todo mundo queria ter um Simca.

VEJA FOTOS DO 'VIGILANTE RODOVIÁRIO

O problema é que a mecânica do Simca não acompanhava este sucesso. O carro já tinha vindo da França com uma tecnologia defasada. Usava motor Ford V8 da década de 1930. Em menos de dez anos de Brasil, já mostrou que não conseguiria acompanhar a evolução da indústria.
 
Em agosto de 1967, a Chrysler assumiu publicamente a sua condição no Brasil e a marca Simca deixou de existir aqui. O Regente e o Esplanada, ao lado do GTX lançado pela Chrysler, continuaram a ser fabricados até 1969, quando foi lançado o Dodge Dart. A General Motors lançou o Opala e a Ford iniciou aprodução do Corcel em 1968. Para piorar, com a crise do petróleo no início da década de 1970, o beberrão Simca Chambord e seus "irmãos" viraram piada. "Tinha gente que aceitava trocar o Simca por um fogão ou uma geladeira", destaca o pesquisador Rogério de Simone. Logo o carro virou sucata.

Encontrar um Simca em bom estado hoje em dia é raridade. "Acredito que temos uns 500 modelos pelo país", diz Marcelo Viana, que criou um site sobre a Simca no qual prepara um cadastro nacional dos colecionadores. "Já tenho uns 300 carros cadastrados". São os fãs dos tempos românticos aos quais o Simca remete. A chegada da ditadura militar culminou com o fim da Simca no Brasil. Como diz a música famosa do grupo Camisa de Vênus, lançada em 1986, "eles fizeram pior, acabaram com o Simca Chambord".

SIMCA TEMPESTADE
rusiq rusiq
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: SIMCA

Esta mensagem foi atualizada em .
MARCELO - Postado em 28/09/2004 09:53:00
O Luiz é mesmo o tal, de Vitória, tem como esposa a Raquel. Infelizmente até hoje eles não resolveram o dilema da cor da Jangada. A tal Jangada era aqui de BH, carro bom de restaurar, o ex-dono é um dos proprietários de Simca mais azedos que já vi.
As tais borrachas de suspensão servem em qualquer modelo da linha Simca/Esplanada. Na época já valia o ditado "não se mexe em time que está ganhando" - no caso, a suspensão!

---------------------------------------------------------------------

norian - Postado em 28/09/2004 12:07:00
Marcelo/Nasser
Eu mandei fazer as borrachas, no caso polipropileno. Vou servir de "boi de piranha". Deve chegar esta semana, o preço é salgado, vou instalar e mandar fazer alinhamento. Se der certo ou não eu aviso.
AbrAços
Norian

---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 29/09/2004 21:09:00
Ficamos no aguardo. Servir com certeza vai, mas somente o tempo dirá se deu certo. As chances parecem boas !

---------------------------------------------------------------------

norian - Postado em 30/09/2004 17:00:00
Desculpem a falha, más não é Polipropileno e sim Poliuretano. Elas chegaram e são azuis não muito claro, más as peças são bem feitas.
Após terem sido colocadas, pintarei de preto. Quando ficar pronto eu aviso.
Norian

---------------------------------------------------------------------

gtx - Postado em 30/09/2004 17:36:00
Retífica RN informa:
simquistas e simqueiros,
desculpem a falha técnica. Sobre os materiais elásticos para a suspensão não é polipropileno, como disse, e vocês gentilmente não contestaram, mas poliuretano. errei o santo, mas o que vale é o milagre, e este continua válido.
O problema maior é o relatado: as cores berrantes - dizem que tanto, que atrapalha o som do motor ...

---------------------------------------------------------------------

norian - Postado em 01/10/2004 11:42:00
Marcelo/Nasser
Como subsídio a voces, gostaria de esclarecer sobre as "borrachas" da suspensão. Para os Jeeps são cortados pedaços de um tarugo (não sei se esse é o mesmo nome que voces usam) ou roletes ou qualquer outro nome, os mesmos são torneados no tamanho necessário. Neste caso o material é rígido. No caso das buchas, é feito um molde e injetado o poliuretano. A bucha fica macia como se fosse borracha. Se quiserem, posso enviar uma foto para voces verem como ficaram.
Abraços
Norian

---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 05/10/2004 09:55:00
Agora senti mais firmeza, do jeito que pensei antes, com as borrachas duras, eu tinha quase a certeza de que elas não resistiriam muito. Não é à toa que as originais são macias.
Norian, sugiro pintar as borrachas antes de colocar, é bem mais fácil e elas não vão perder a tinta na montagem (pelo menos não muito). Se você aplicar um fundo PU, talvez fique melhor ainda.
Um abraço.

---------------------------------------------------------------------

hsv - Postado em 05/10/2004 15:57:00
GTX
Voce teria alguma informacao sobre o numero de chassi C36683.
Diante mao, agradeco a atencao...
Helio

---------------------------------------------------------------------

jorgepatrício - Postado em 23/10/2004 23:56:00
Meus caros amigos, sumir da frequencia não quer dizer em hipótese alguma que afastei-me de vocês, até porque seria imprudente de minha parte. mandei um recadinho para todos vocês contudo parece que ninguém o leu. Começo dizendo que a simca jangada do titio eu a descobri em BH no dia da posse de um amigo meu deputado , o Tadeu Leite.O meu amigo Alencar já falecido é que convidou-me para vir à tal posse. Quando cá chegamos e tendo eu deixado o carro em estacionamento, perguntei ao motorista do táxi se era do conhecimento dele algum carrro simca perdido pela BH da vida. Ele respondeu-me que sabia de um e imediatamente após a posse ele nos levou à casa do sr. Telde e lá encontramos "Marly" toda faceira a esperar por um novo dono ou alguém que a desse o devido valor já que o sr. Telde não o fazia. Compramos o carro e o seu novo proprietário o levou para Montes Claros onde residia e começou a restaurá-lo de uma forma não muito correta, até que veio a falecer sem ter tido o privilégio de usar o carro.O titio que o comprou eu o conheci em Vitória em 2000 em um encontro de carros antigos, é um camarada legal, inclusive esteve a visitar o companheiro Marcelo e aconselhou-me também a faze-lo , visto que os carros do Marcelo são exemplos a serem seguidos.Um abraço a todos e continuo a trabalhar ainda que de forma lenta no meu Chambord 60 ,um abraço fraternal a todos. jorgepatrício.

---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 24/10/2004 10:02:00
Grande e sumido Jorge Patrício. Então foi esse a história da Jangada do Luiz, eu não sabia como ela a havia comprado. Esse Telde é um dos sujeitos mais azedos e sem educação que encontrei nesses 23 anos de Simca. Parabéns a vocês por terem conseguido arrancar a Jangada dele.
Incrível essa do motorista de táxi. O que não faz o destino. Lembrei de uma história parecida. Eu tinha um tio-avô que era muito rico, uma de suas fazendas ficava onde hoje é a Refinaria Gabriel Passos, aqui em BH. O pessoal da Petrobrás querendo comprar, mas não o procuraram diretamente. Ele, como excelente negociante que era, não querendo vender. Vieram uns graúdos do Rio para uma reunião com ele, pegaram um táxi e falaram qualquer coisa do tipo "não vamos dizer quem somos" ou "quem estamos representando", parece que quizeram dar a idéia de que eram particulares. O motorista do táxi conhecia muito o meu tio-avô, foi imediatamente à casa dele e contou o ocorrido. Na reunião, o meu tio-avô disse que não tinha intenção de vender a fazenda, mas poderia mudar de idéia se fosse para algum empreendimento estatal, porque era muito nacionalista, acreditava no Brasil, sentir-se-ia honrado se algum dia pudesse vir a colaborar com o desenvolvimento do país. Só venderia a fazenda para o Governo ou alguma estatal. Como bom mineiro, levou os caras na conversa e obteve o preço que queria.
Essa Jangada do Luiz tem que sair logo !!!

---------------------------------------------------------------------

jorgepatrício - Postado em 12/11/2004 15:40:00
Meu bom Marcelo, cá estou de volta a dizer-lhe que recebi o volante do meu Chambord. O Galant é realmente um cavalheiro. Falei esses dias com o 8BA que ligou-me dando-me a satisfação de trocar -mos figurinhas pelo telefone. A parte interna de painel só me falta um lado daquele que completa o fechamento, em plástico, da chave de luz, visto que o Galant presenteou-me com a ponta que termina a chave de troca de luzes do carro." Aquela que tem umas facetas para cima.
Fraternal abraço.jorgepatricio.

---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 12/11/2004 19:54:00
Jorge, o volante que o Galant faz é mesmo bom, agora o seu carro ficará melhor, sem dúvida. Essa peça que te falta ele tem planos de mandar fazer, converse com ele sobre isso.

---------------------------------------------------------------------

8ba - Postado em 17/01/2005 22:05:00
  Caros Marcelo e Jorge Patricio, a encomenda de vcs esta embalada e so esperando uma brecha nas correrias de reforma de casa para poder ir ao correio para despachar. Para o Marcelo as bronzinas de mancal .010 e pro Jorge as hastes do limpador.
  GTX, caso ja tenhas aportado em terras tupiniquins, tenho boas novas. Amanha as 10 horas estarei iniciando buscas num arquivo de 30.000 fotos digitalizadas que o fotografo Helio de Oliveira tirou durante sua carreira como fotografo do Jornal O Popular e o filho do mesmo ja me adiantou que existem varias fotos de Simca registradas

---------------------------------------------------------------------

8ba - Postado em 18/01/2005 13:06:00
GTX, já estou com o disquete contendo 14 fotos feitas pelo Sr. Hélio de Oliveira, com as fotos de vários Simcas no grid de partida, um JK (talvez de Petrópolis) e a Alfa Giulia 25 da Jolly-Gancia e de brinde o Patinho Feio em sua primeira participação fora de Brasília. Tem um Karmann-Ghia que parece ser tb de Petrópolis e outro que acho que é do Tala-Larga.
O Kurt Feichtemberger ficou de ver essa semana ainda uma foto de um Simca # 13 (talvez Edmar Ferreira), mas está nas mãos dos técnicos do Museu da Imagem e do Som, pois eles catalogaram e arquivaram todas as fotos do Sr. Alois Feichtemberger para um esquema de incentivo fiscal (Lei Rouanet ou Goyazes) para aquisição do acervo do mesmo por uma empresa então estas últimas só para a próxima semana.
Continuarei nas pesquisas por aqui, dessa feita com fotos dos arquivos pessoais dos pilotos...

---------------------------------------------------------------------

gtx - Postado em 20/01/2005 13:39:00
já vi tudo. você comeu farofa de baru e está, como se dizia no tempo em que você acompanhava corridas como testemunha ocular, e eu li em revistas uma década após, fléti ..., com o pé no porão .
JK de Patópolis em Goiânia, não me lembro. Havia um carro meio cereja meio metálico, de um certo goiano - ou incerto porque não me lembro do resto do nome - Hércules de tal.
Ótimas notícias. Apreço Nasser

---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 20/01/2005 14:09:00
E, aí, pessoal, não se esqueçam de pagar o pedágio deste espaço colaborando com mais fotos.
Fico no aguardo do envio de um CD por uma alma generosa.
Com a colaboração de todos, o site fica bem melhor - vejam, por exemplo, as "novas" fotos de competição que foram ao ar neste mês.

---------------------------------------------------------------------

Simca BSB - Postado em 10/02/2005 17:34:00
Caros amigos simqueiros, permitam-me assim tratá-los. Cansado de tentar entender algumas mensagens, especialmente as postadas pelo GTX acerca das corridas, arrumei um tempo e resolvi ler desde a primeira mensagem e qual foi a surpresa quando vi alguns de vocês fazerem referências ao seu Simão, que salvo engano era o antigo proprietário da Simca de outro colega desse fórum (acho que seria o Norian). Não posso omitir-me em dizer que realmente era uma figura ímpar. Cheguei a conhecer sua Simca, salvo engano uma Chambord 64 ou 5, nas cores bege/creme e café (teto e rabeta) muito inteira e original. Foi a primeira vez que ouvi o ronco do motor v8 e fiquei literalmente arrepiado e ao mesmo tempo arrependido de não ter recolocado a mecânica original na minha Simca, mas 10 anos de lanterneiros picaretas, a ausência deste site e muita dor de cabeça fizeram-me desistir de tal façanha. Por uma ironia do destino Norian, seu Simão cedeu-me (R$30,00) um par de lanternas novas para colocar na minha Simca, as quais serviam de reserva para o carro que hoje é seu, salvo engano.
Marcelo, quanto ao forro das portas ainda estou tentanto obter junto ao Nasser a peça a partir da qual mandarei fazer as minhas. O problema e que ele viaja muito e é difícil encontrá-lo. Não esqueça de ajudar-me no retrovisor interno.
Abraços a todos.

---------------------------------------------------------------------

norian - Postado em 11/02/2005 19:46:00
David
Realmente é o carro ao qual voce se refere. Ela é 1966. Não conheci o Antonio Simão, só fiquei sabendo a respeito dele pelo Nasser que o conhece.
Eu o comprei da pessoa que o comprou do Simão. Quando a comprei o carro estava bem feio, tinha podres, pintura ruim, sem freios, cromagem desgastada e várias outras coisas que estou acertando. O antigo propietário é daquí de SP e por não ter tempo para cuidar do carro, o mandou para Londrina onde simplesmente o carro ficou abandonado. Assim que o Marcelo puder colocar fotos no site, voce poderá ver como ela ficou, pelo menos o Marcelo aprovou e eu também.
Abraços
Norian

---------------------------------------------------------------------

Simca BSB - Postado em 11/02/2005 20:04:00
Parabéns, Norian pela aquisição. Vou aguardar as fotos. Abraços.

---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 14/02/2005 10:35:00
Falando do Simão, lembro que conversamos muito por telefone. Ele chegou a me dar uma peça, um pára-lama. Também mandei alguma coisa para ele. Gente finíssima. Quando o carro era dele, tive várias informações que era impecável, embora não o tenha conhecido naquela época. Ainda bem que caiu nas mãos do Norian, que está trabalhando duro para levá-lo de volta ao estado anterior (ou até melhor), porque ele vale a pena.
Quanto ao retrovisor interno, na verdade sou concorrente. Também preciso, os que tenho estão em avançado estado de ferrugem, dificilmente vão aceitar cromeação. A lata dele é muito fina.
Um par de lanternas Tufão a R$ 30,00, o Simão é mesmo gente boa. Ver gente assim neste meio é motivo para eu continuar em frente, o duro é quando a gente encontra pela frente quem só pensa em dinheiro, dá um desânimo danado.
Este mês atrasou tudo no site, mas a qualquer momento as fotos do Norian vão pintar.
Nasser, com as mudanças feitas no meu micro perdi os arquivos das fotos dos seus carros. Por favor, mande-as de novo para mim.
Um abraço a todos.

---------------------------------------------------------------------

Leon - Postado em 12/03/2008 10:05:00
Confrades, estou "ressuscitando" este tópico, que contém informações bastante interessantes sobre diversos assuntos simquísticos, dentre eles as tão faladas borrachas.
Sugiro listarmos aqui as intenções sobre as borrachas do quebra-vento (ventarolas, como diria o sumido Tato), até porque o Frederic não deve estar entendendo patavina do que está sendo dito naquele tópico...
Abraços,
Leon
P.S.: neste tópico pude ver menções a mais 3 chassis ainda não cadastrados:
C00732: seria da cidade de Corinto (mais um?)
C27615: de Gilberto Stefan
C36683: sem maiores informações, mas possivelmente do confrade Helio - "hsv".


---------------------------------------------------------------------

rusiq - Postado em 15/05/2011 18:47:00


       
---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 16/05/2011 08:27:00
Rusiq, essa é uma das fotos que mais gosto. Uma das raras a cores. Mostra detalhes da fachada, mostra os carros novinhos enfileirados. Cada vez que a vejo faço uma viagem, fico imaginando como seria bom penetrar nela e entrar pela porta do galpão. Fico sempre sonhando que um dia vão aparecer filmagens e fotos a cores da fábrica. Fico babando cada vez que encontro uma pessoa que andou por lá enquanto havia produção de Simca, mas acabo caindo na real e me lembrando que, quando por ali estive,não tinha mais nada.

---------------------------------------------------------------------

chambord 60 - Postado em 16/05/2011 22:26:00
Caro Mestre dos Simcas cá das alterosas. Feliz de quem se permite ao sonho. Que seria do poeta se não houvesse o divagar o permitir se a voos ainda que nas asas da volatilidade. Com certeza as cores dos sonhos nos propiciam uma vida mais bonita. Tenho viajado com a minha vemaguete enquanto o simca não vem. E assim vamos levando o barco. abçs fraternos. jorge patricio

---------------------------------------------------------------------
       
rusiq - Postado em 17/05/2011 18:35:00
Marcelo, se você afirma serem poucas as fotos coloridas eu acredito. Acho que na Simca as fotos coloridas eram apenas para publicidade. Como você sabe, a foto que recuperei, era de um catálogo e esta do Pasteur (sem um copo na mão), também.



Agora, visitar a Simca, ver a linha de montagem, a área onde eram fabricados os componentes, a parte administrativa, a engenharia, o depto de competições, etc, só mesmo em sonho.
Te garanto, se isso fosse possível você ficaria decepcionado ao ver o que iria encontrar...

---------------------------------------------------------------------

MARCELO - Postado em 22/05/2011 09:50:00
Rusiq, explique melhor. Por que esse meu sonho seria um pesadelo?

---------------------------------------------------------------------

rusiq - Postado em 23/5/2011 13:43:00
Marcelo, se vc tivesse visitado a Simca em 1966, antes dos americanos assumirem, daria razão ao Mr. Fodao Americano Pike. Aquilo era uma imundice, típico das firmas de origem europeia.
A VW, por exemplo, só viria a melhorar um pouco durante o período "Autolatina" e uma das fabricas da Opel, que visitei em 1995, era tão suja quanto a Simca.
Naqueles tempos, linha de montagem limpa só na Ford.

---------------------------------------------------------------------

Leon - Postado em 14/06/2011 16:33:00
ATAQUE AO MERCANTIL
Cinco da tarde do dia 1º de agosto de 1968. Pedro Lobo e sua turma invadem a agência do Banco Mercantil de São Paulo, na rua Joaquim Floriano, 682, no bairro do Itaim. Os militantes da VPR têm informações de que o dinheiro destinado ao pagamento dos funcionários da Universidade de São Paulo está armazenado no cofre daquela agência.
Na linha de frente do assalto está Renata Guerra de Andrade, de 20 anos. Vestindo saia curta, meias três-quartos de colegial, franja, lenço na cabeça e óculos escuros, ela é a sofisticação em pessoa. Enquanto a "loura dos assaltos" paulistas saca seu revólver e anuncia a "expropriação", quatro outros guerrilheiros imoblizam todos os funcionários e clientes.
A ação é rápida e rende NCr$ 46.000,00. Para fugir com o dinheiro, o grupo usa um SIMCA REGENTE e, na cobertura, dois Volkswagen. Como no ataque ao Bradesco de Rudge Ramos, Pedro conta que aqui também um popular curioso vai se dar mal.
- A gente tinha acabado de sair do banco e eu ia de passageiro num dos fusquinhas da cobertura. De repente, percebi que um Karmann-Ghia seguia a gente.
Preocupado em garantir a integridade dos companheiros que vão à frente com o dinheiro, o ex-sargento põe uma bala na agulha do fuzil que traz no colo e se prepara para o confronto.
- Entramos na avenida 9 de Julho e o cara lá atrás, fazendo o mesmo caminho. Aí, preparei o Fal e pedi pro Bacuri que estava ao volante:
- Vai diminuindo a velocidade até o carro aí atrás alcançar a gente.
Quando os dois veículos ficam emparelhados, o ex-sargento aponta sua arma na janela e faz a mira em direção ao motorista curioso.
- Caramba! Quando o cara viu o cano do Fal apontado pra sua cara, ele deu uma freada tão brusca que chegou a sair fumaça dos pneus. Depois, engatou uma ré e saiu a toda, desviando, em zigue-zague, dos carros que vinham atrás dele. Este é outro que, com certeza, nunca mais quis acompanhar o andamento de um assalto a banco.
No fim da rota de fuga, carros legais esperam os guerrilheiros para transbordo. Seguindo à risca o planejamento, o SIMCA é então incendiado e o grupo que participou da ação se dispersa".
Este triste fim de um Regente foi extraído do livro "Pedro e os Lobos"

---------------------------------------------------------------------

rusiq - Postado em 05/08/2011 23:22:00
SIMFORD à venda em Curitiba.
Alguém conhece ou sabe de quem é o carro...



---------------------------------------------------------------------

Tio Lin - Postado em 06/08/2011 10:50:00
Puxa, é um '63 bem descaracterizado. Além da mecânica e do interior totalmente fora do padrão, por fora tem os frisos laterais do Chambord '59-'61 (1ª série) e andorinha nos para-lamas do '61 (2ª série)-'62 (1ª série). Nem rastro do aplique preto com as três andorinhas da série homônima de modelos '62 (2ª série)-'64 (1ª série). (Confuso? Também fico! Mas tenho minha "colinha")
Abraços.
TL

---------------------------------------------------------------------

Peter - Postado em 06/08/2011 18:39:00
Interessante que utilizaram a mecânica de maverick. Bem incomum esta motorização no simca. Alguém sabe qual é a pedida?

---------------------------------------------------------------------

alemao - Postado em 07/08/2011 10:54:00
Tio Lin .e não sei se é impressão pela foto ,mas parece ter aquele emblema verde-amarelo ,de indice de nacionalização na coluna B,que saiu em 60/61 e tem no Simca do Vigilante .....realmente parece um " Transformer " rsrsr

---------------------------------------------------------------------

MCS - Postado em 08/08/2011 15:49:00
Interessante é no. do chassi, começa "A", o seja, um Alvorada que há muitos anos gnahou os demais acessórios do Chambord.
Abs.,
MCS

SIMCA TEMPESTADE
ammatias ammatias
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Simca

Esta mensagem foi atualizada em .
Em resposta à esta mensagem postada por rusiq
rusiq rusiq
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Curiosidades

Esta mensagem foi atualizada em .
Em resposta à esta mensagem postada por rusiq
MAXICAR - COLUNISTA CONVIDADO

Simca do Brasil:
como explicar uma paixão?

*Marcelo Fernandes da Fonseca Vianna


Marcelo e seu Simca Présidence Tufão, em 1963

Se já é difícil somente falar de sentimentos, imagine tentar explicar porque você gosta de alguma coisa. Ou de alguém. Minha namorada sempre disse que só consegue me amar porque me admira. Já é uma explicação, até convincente, embora não absoluta.
CONTINUA...

SIMCA TEMPESTADE
rusiq rusiq
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Picape & Outros Bichos

Em resposta à esta mensagem postada por rusiq
Peter, esta do jeito que vc gosta.

Sinca Jangada (com N)


http://youtu.be/HwAzJMVNoUg

SIMCA TEMPESTADE
Peter Peter
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Picape & Outros Bichos

Boa Tarde Rui,

Nem me fala, é o meu número. Até a cor combinou. Antes de comprar a minha Tufão, eu fui atrás desta jangada aí. Depois de muita pesquisa, consegui descobrir o dono e até ensaiamos uma negociação. Infelizmente, eu sou um cara muito chato e exigente ! Verificando os detalhes da adaptação que foi feita e outros itens da estrutura do carro, percebi que para ficar no meu padrão de qualidade, teria que refazer muita coisa (principalmente na adaptação). Aí desisti do negócio pois a pedida era muito alta. Se o carro estivesse 100%, até dava para pagar, mas como teria que refazer um monte de coisas, não valia a pena.
Depois desta daí, fui atrás de outra, também no RJ. Inclusive eu postei as fotos em algum tópico aqui  no forum. Aquela estava toda desmontada e com uma mecânica de Dodge por adaptar. O bom é que tinha que começar do zero. Mas estava com a documentação enrolada.
No final da contas, acabei comprando a "enjeitada" como o Alex Matias a chamava e por coincidencia também do RJ. Aliás por falar nisto, ela já está pintada novamente. Na próxima semana, devemos começar a montagem. Aí só vai faltar fazer o interior e porta malas (tapeçaria).
Betão Betão
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Picape & Outros Bichos

Peter, seu padrão de qualidade é de 1º mundo!
Essa me servia perfeitamente...
Peter Peter
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Picape & Outros Bichos

Fala Betão,

Olha se é de 1o mundo eu não sei, mas eu queria ser diferente (menos exigente). Já tentei mas não consigo.
Mas se você quiser, eu posso procurar os dados de contato do dono desta Jangada aí, nos meus e-mails antigos e lhe passo sem problemas. Você só precisa estar bem calçado, pois na época a pedida foi bem salgada. Hoje em dia eu não sei quanto ele pede e se é que ainda vende.
gtx gtx
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Adequando a coleção de Simcas à realidade

Em resposta à esta mensagem postada por ammatias
rusiq,

pf dê uma olhada no sítio. de uns dias para cá algumas palavras passaram a ser censuradas com uma tarja preta. em minha postagem anterior apliquei o dicionarizado termo que significa colecionar automóveis antigos, e ela foi censurada. não repito para não ficar sem o exemplo fático.
é a repressão do comando norte americano? sem trocadillho. este nabble se mostra profundamente inábil.
rusiq rusiq
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: Adequando a coleção de Simcas à realidade

GTX, já se passaram 2 semanas e não vi tarja preta em nenhuma mensagem.
Provavelmente foi utilizada em suas mensagens e somente para vc, não como censura, mas por luto com o que aconteceu em Araxá.

SIMCA TEMPESTADE
rusiq rusiq
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: SIMCA

Esta mensagem foi atualizada em .
Em resposta à esta mensagem postada por rusiq
Flavio Gomes - Antigos em geral, ESPN Brasil | 1 de abril de 2010 - 19:49

MEU PAI COMPROU UM CARRO



SÃO PAULO (ele se chama Simca Chambord) – Foi longa a gravação, mas valeu a pena. Passamos a tarde, eu e duas equipes da ESPN Brasil, gravando com os dois (ok, no masculino) Simcas do Norian Munhoz, que faz parte do Reumatismo Car Club, um divertidíssimo e muito ativo clube de colecionadores — em sua maioria do ABC paulista.
Um Tufão 1966 e um Emi-Sul 1967. O vermelho/prata é o Emi-Sul; o bege/marrom café, o Tufão.
Eu não entendo muito de Simca, embora já tenha lido bastante sobre o carro. Mas o Norian é uma enciclopédia, então toda minha erudição que irá ao ar na terça que vem no “Limite” tem dono, e é o dono dos carros. Que são absolutamente maravilhosos. Premiadíssimos, inclusive.
A Simca nasceu na França no começo do século passado com outro nome e vendendo carros da Fiat. Depois a Fiat mandou um cabra para tomar conta do negócio, nasceu a Simca, que cresceu, prosperou e comprou a filial francesa da Ford nos anos 50. Quando comprou, levou de troco o projeto do Ford Vedette, que ganhou várias versões, uma delas a Chambord.
E a versão Chambord, nome de castelo no Vale do Loire, foi a base para os modelos produzidos pela Simca do Brasil de 1959 a 1967. Foi nesse ano que a Chrysler, que em 1963 já tinha começado a comprar ações da empresa na França para entrar no mercado europeu, fez o mesmo no Brasil. Assumiu a Simca, lançou o Esplanada no seu lugar, praticamente o mesmo carro, e depois vieram os Dodges. A fábrica ficava em frente à Volkswagen, na Anchieta. Depois a própria VW comprou. Hoje, acho que tem um depósito das Casas Bahia no local.
Os modelos brasileiros eram o Tufão (nome de um motor mais zangado), Rallye, Presidente, Alvorada, Profissional, a perua Jangada (derivada da francesa Marly) e o Emi-Sul. Este levava o nome esquisito, sem H, porque Hemi era marca da Chrysler. E o Emi remetia ao cabeçote de câmeras hemisféricas, que levou o V8 meio manco do início de produção a aceitáveis 140 hp. O Sul, porque era o primeiro motor desse tipo fabricado no hemisfério sul. Coisas da época.
O Tufão bege nunca foi restaurado. Reformado, sim, mas mantém tudo original. O Emi-Sul saiu do nada. Quem vê as fotos do carro três anos atrás se assusta com a restauração impecável do Norian.
O Simca foi o primeiro carro de luxo brasileiro. Bem acabado, cheio de detalhes, cromados, rabo de peixe, bossas como as buzinas de estrada e cidade, a regulagem do avanço da ignição no painel, a alavanca de pisca-pisca que retornava à posição original por um temporizador de resistência, não mecânico, o cinzeiro com acendedor para os passageiros atrás e até um nicho no painel para guardar especificamente o maço de cigarros do motorista.
Uma coisa de doido. Tomara que vocês gostem da matéria, semana que vem. O Camisa de Vênus vai gostar.

Ele se chama Simca Chambord  >> http://youtu.be/gv52HCLzg-A
Reumatismo Car Club >>> http://reumatismocarclub.com.br
---------------------------------------------------------------------------------

Flavio Gomes - 7 de abril de 2010 - 12:41

SIMCA NA TELINHA
SÃO PAULO (cadê o sol?) – Bom dia, macacada. Está no ar no site da ESPN a matéria sobre as duas Simcas do Norian Munhoz, uma Tufão e uma Emi-Sul. Para ver, clique aqui. Simca no feminino, mesmo. O Norian me alertou que os “simqueiros”  tratam os carros no feminino porque a sigla é de “Sociedade Mecânica…” etc, e “sociedade” é “ela”, e tá explicado.
Vejam e comentem!


SIMCA TEMPESTADE
Peter Peter
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: SIMCA

Esta mensagem foi atualizada em .
Em resposta à esta mensagem postada por rusiq
Peter Peter
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: PROJETO SIMCA EMISUL

Boa Noite Amigos,

Pelo visto tem mais uma Emisul saindo do forno. Não tenho muitos detalhes, só sei que está no RJ,  com a restauração praticamente concluída e que pertence ao Sr. Nelson Cintra.

Leon Leon
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: PROJETO SIMCA EMISUL

Aquilo é uma placa ainda das amarelas? Deve ter uma história interessante, com viúva e tudo o mais...

Peter Peter
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: PROJETO SIMCA EMISUL

Boa tarde Leon,

Sim o carro está com placas amarelas ainda. Me parece que o dono era piloto das antigas. Já adicionei ele no Face e convidei-o para participar aqui do forum também. Vamos ver se ele topa.
Peter Peter
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: PROJETO SIMCA EMISUL

Em resposta à esta mensagem postada por Peter
Boa Noite Amigos,

Por falar em restauração de simca, no Facebook hoje "O Artesão" carros antigos postou a foto de uma jangada 1964 na fase inicial do processo. Por um acaso é de algum dos confrades aqui do forum?

Leon Leon
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: PROJETO SIMCA EMISUL

Posso estar dizendo besteiras, mas essa não seria aquela "funerária" que sumiu do ML?

Peter Peter
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: PROJETO SIMCA EMISUL

Boa Tarde Leon,

Olha sinceramente não faço a menor idéia. Até no post do Artesão ele deu a entender que o carro estaria a venda do jeito que está, para alguém terminar a restauração. Mas pelos comentários feitos na sequência, acho que foi só para agitar a galera, pois ele menciona aos interessados que preço só depois de pronta.
gtx gtx
Responder | Em Árvore
Abra essa mensagem na visão em árvore
|

Re: SIMCA

Em resposta à esta mensagem postada por Peter
sobre o cintra - cintra que gosta de simcas é simtra ? ...

dos dois carros o nelson vendeu o pronto e tem o outro a comércio, como publiquei aqui há tempos e reproduzo agora, :

" Jul 06, 2012; 6:04pm Re: Vende-se Simca

82 mensagens
Em resposta à esta mensagem postada por rusiq
Simca Emi Sul 1966
Amigo meu recebeu de entrada na compra de outro, não quer se meter em nova restauração - a do Emi Sul anterior tomou dois anos -, e passa adiante. Segundo diz, completo, lata pronta, para choques cromados. Parado há muitos anos, falta fazer o de praxe... Quer R$ 20 mil.
Falar com o Nelson Cintra, 021.9176.0390.
Se alguém quiser restaurar Interlagos ou Alfas, são a praia do Nelson. Nasser "
1234 ... 22